terça-feira, 30 de novembro de 2010

Prefiro ROSAS MEU AMOR ... Fernando Pessoa


(...................................)
Prefiro rosas, meu amor, à pátria,
E antes magnólias amo
Que a glória e a virtude.

Logo que a vida me não canse, deixo
Que a vida por mim passe
Logo que eu fique o mesmo.

Que importa àquele a quem já nada importa
Que um perca e outro vença,
Se a aurora raia sempre,

Se cada ano com a Primavera
As folhas aparecem
E com o Outono cessam?
E o resto, as outras coisas que os humanos
Acrescentam à vida,
Que me aumentam na alma?

Nada, salvo o desejo de indiferença
E a confiança mole
Na hora fugitiva

Homenagem a Fernando Pessoa


Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio.
Sossegadamente fitemos o seu curso e aprendamos
Que a vida passa, e não estamos de mãos enlaçadas.
(Enlacemos as mãos).

Depois pensemos, crianças adultas, que a vida
Passa e não fica, nada deixa e nunca regressa,
Vai para um mar muito longe, para o pé do Fado,
Mais longe que os deuses.

Desenlacemos as mãos, porque não vale a pena cansarmo-nos.
Quer gozemos, quer não gozemos, passamos como o rio.
Mais vale saber passar silenciosamente.
E sem desassossegos grandes.
(.....................................)
-------------------------------------------------------------------------------------- Faz hoje 75 anos que faleceu Fernando PEssoa, com 47 anos
Morreu em Lisboa a 30 de Novembro de 1935------------------------------------

CAMINHANDO COM JESUS




A TRANQUILIDADE,QUE PODEMOS CONQUISTAR
QUANDO PROCURAMOS TER BOM SENSO
NO QUE PODEMOS E FAZEMOS
PODE-NOS TRAZER COM CERTEZA
UMA VIDA MELHOR
ESTAR FELIZ CONNOSCO.

domingo, 28 de novembro de 2010

Fermoso RIO LIS --- Francisco Rodrigues Lobo

Fermoso rio Lis, que entre arvoredos
Ides detendo as águas vagarosas,
Até que üas sobre outras, de invejosas,
Ficam cobrindo o vão destes penedos;

Verdes lapas, que ao pé de altos rochedos
Sois morada das Ninfas mais fermosas,
Fontes, árvores, ervas, lírios, rosas,
Em quem esconde Amor tantos segredos;

Se vós, livres de humano sentimento,
Em quem não cabe escolha nem vontade,
Também às leis de Amor guardais respeito.

Como se há-de livrar meu pensamento
De render alma, vida e liberdade,
Se conhece a razão de estar sujeito?


Primavera, Vales e Montes..., Floresta Undécima

Francisco Rodrigues Lobo

Fermoso RIO LIS --- Francisco Rodrigues Lobo



Foto de helena serrador

Fermoso RIO LIS --- Francisco Rodrigues Lobo



Foto --- helena serrador
Descalça vai para a fonte,
Leanor pela verdura;
Vai fermosa, e não segura.

A talha leva pedrada,
Pucarinho de feição,
Saia de cor de limão,
Beatilha soqueixada;
Cantando de madrugada,
Pisa as flores na verdura:
Vai fermosa, e não segura.

Leva na mão a rodilha,
Feita da sua toalha;
Com üa sustenta a talha,
Ergue com outra a fraldilha;
Mostra os pés por maravilha,
Que a neve deixam escura:
Vai fermosa, e não segura.

As flores, por onde passa,
Se o pé lhe acerta de pôr,
Ficam de inveja sem cor,
E de vergonha com graça;
Qualquer pegada que faça
Faz florescer a verdura:
Vai formosa, e não segura.

Não na ver o Sol lhe val,
Por não ter novo inimigo;
Mas ela corre perigo,
Se na fonte se vê tal;
Descuidada deste mal,
Se vai ver na fonte pura:
Vai fermosa, e não segura

(Francisco Rodrigues Lobo)

Rodrigues Lobo na sua Praça



Foto --- helena serrador

Moças de Leiria a caminho do Mercado

Poema de AMOR de Francisco Rodrigues Lobo

Coração, olha o que queres:
Que mulheres, são mulheres...



Tão tirana e desigual

Sustentam sempre a vontade,

Que a quem lhes quer de verdade

Confessam que querem mal;

Se Amor para elas não val,

Coração, olha o que queres:

Que mulheres, são mulheres...


Se alguma tem afeição

Há-de ser a quem lha nega,

Porque nenhuma se entrega

Fora desta condição;

Não lhe queiras, coração,

E senão, olha o que queres:

Que mulheres, são mulheres...


São tais, que é melhor partido

Para obrigá-las e tê-las,

Ir sempre fugindo delas,

Que andar por elas perdido;

E pois o tens conhecido,

Coração, que mais lhe queres?

Que, em fim, todas as mulheres!

Francisco Rodrigues Lobo--1579/1621

Foto--- helena serrador

sábado, 27 de novembro de 2010

A BAILARINA

Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.

Não conhece nem dó nem ré
mas sabe ficar na ponta do pé.

Não conhece nem mi nem fá
mas inclina o corpo para cá e para lá.

Não conhece nem lá nem si,
mas fecha os olhos e sorri.

Roda, roda, roda, com os braçinhos no ar
e não fica tonta nem sai do lugar.

Põe no cabelo uma estrela e um véu
e diz que caíu do céu.

Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.

Mas depois esquece todas as danças,
e também quer dormir como as outras crianças.

By- Cecília Meireles
escritora brasileira


sexta-feira, 26 de novembro de 2010

ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE LEIRIA

video

Tentando testar os ensinamentos da nossa professora Carina, na última aula...

A LENDA DO GALO DE BARCELOS

Certa vez em Barcelos,durante um jantar oferecido por um rico proprietário, foi roubado um saco cheio de moedas de ouro.
Um dos convidados foi injustamnte acusado do crime. Em vão tentou provar a sua inocência. Ia ser preso quando, ao reparar num galo que numa das travessas iria servir de ceia, gritou:
" Se eu estiver inocente este galo cantará."
Todos riram da sua loucura e, ninguém acreditou, até que, de repente, se ouviu um ruído estranho e o animal ganhou vida e cantou.
Então o dono da casa surpreso e, ao mesmo tempo satisfeito, mandou que o homem fosse em paz pois estava provada a sua inocência.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

400 anos da ermida do soutocico. power point

Check out this SlideShare Presentation:

O ASDRUBAL...

Na verdade perguntarão:
- Qual a razão deste boneco se chamar Asdrubal? Para que estará aqui?
Passo a explicar...
Este boneco de neve foi feito ontem, na Serra da Estrela, não por mim, mas por uma ex- aluna que me deixou copiar do seu mural do facebook. Achei interessante... e, como o Inverno está a caminhar a passos largos, lembrei - me de o publicar no nosso blogue...
Bastante original... o "nosso Asdrubal"!!!
Parabéns à minha ex- aluna Joana e ao marido.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Antúrios

Check out this SlideShare Presentation:

"AGUARELA"

Campos de Aveiro.
Manhãs verdes de arroz,
E a vela dum barco moliceiro
Que um pirata ali pôs.

A servir de moldura
O velho mar cansado;
E um céu alto a descer e a ter fundura
Na quilha reluzente de um arado.


By Miguel Torga
Imagem da Internet

UMA ADIVINHA DIFÍCIL!

Há meia noite se levanta o francês, sabe das horas e não sabe do mês, tem esporas e não é cavaleiro, tem serra e não é carpinteiro, tem picão e não é pedreiro, cava no chão e não acha dinheiro.
ADIVINHE!

Imagem da Internet

domingo, 21 de novembro de 2010

O QUE É QUE ESTÁ NA GAVETA?

O que é que está na gaveta?
Uma fita preta.
O que está na varanda?
Uma fita à banda.
O que está na janela?
Uma fita amarela.
O que está no telhado?
Um gato pingado.
O que está no poço?
Uma casca de tremoço.
O que está atrás da porta?
Uma velha torta.
O que está no ninho?
Um passarinho.
Vamos ver se ele chia?
Chiiiiiiiiiiii?

Texto e imagem da Internet


Lengalenga-Assembleia dos ratos

Uma vez os ratos, que viviam com medo de um gato, resolveram fazer uma reunião para encontrar um jeito de acabar com aquele eterno transtorno. Muitos planos foram discutidos e abandonados. No fim, um rato jovem levantou-se e deu uma idéia de pendurar uma sineta no pescoço do gato; assim, sempre que o gato chegasse perto eles ouviriam a sineta e poderiam fugir correndo. Todo mundo bateu palmas: o problema estava resolvido. Vendo aquilo, um rato velho tinha ficado o tempo todo calado levantou-se de seu canto. O rato falou que o plano era muito inteligente, que com toda a certeza as preocupações deles tinham chegado ao fim. Só faltava uma coisa: quem iria pendurar a sineta no pescoço do gato?

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Podia muito bem ter sido este cenário que Shakespeare idealizou para o amor de Romeu e Julieta.

Parece antigo e no entanto novo.
Tal como o Amor.
Podia muito bem ser um qualquer lugar escondido no mundo, no entanto é Leiria.

EU SOU O MUNDO

Eu sou o mundo e o mundo sou eu,
porque, com o meu livro,
posso ser tudo o que quizer.
Palavras e imagens, verso e prosa
levam-me lugares a um tempo próximos e distantes.

Na terra dos sultões e de ouro,
há mil histórias e descobrir.
Tapetes voadores, lâmpadas mágicas,
génios, vampiros e Sindbades
contam os seus segredos a Serazade.

Com cada palavra de cada página
viajo pelo tempo e pelo espaço
e, nas asas de fantasia,
o meu espírito atravessa terra e mar.

Quanto mais leio mais compreendo
que com o meu livro
estarei sempre na melhor das companhias.


Texto e imagem da Internet


quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Os Rios Lis e Lena representados na Fonte Luminosa

Lenda do Rio Lis e Lena

Nasceu o rio Lis junto a uma serra
No mesmo dia que nasceu o Lena;
Mas com muita Paixão, com muita Pena
De seu berço não ser na mesma Terra.

Andando, andando alegres, murmurantes,
Na mesma direcção ambos corriam;
Neles bebendo, as aves chilreantes
Cantavam esse amor que ambos sentiam

Um dia já espigados, já crescidos
Contrataram casar, de amor perdidos
Num Domingo, em Leiria de mansinho...

Mas Lena, assim a modo envergonhada
Do povo, foi casar toda enfeitada
Com o Lis mais abaixo um bocadinho.


Marques da Cruz ---1888--1958

áLbum de fotografias

Check out this SlideShare Presentation:

Provérbios sobre a amizade

Check out this SlideShare Presentation:

Leiria e arredores

Check out this SlideShare Presentation:
video

Mensagem às carissimas colegas

Estou feliz por conseguir enviar uma mensagem de agradecimento às colegas pela simpatia e bom trato mas também e designadamente à professora Carina que tem paciência evangélica.Ók!

Desenhosanimados

Check out this SlideShare Presentation:

Desenhos animados

Check out this SlideShare Presentation:

Desenhos animados

Check out this SlideShare Presentation:

Leiria monumentos

Check out this SlideShare Presentation:

Desenhos animados

Check out this embed will SlideShare Presentation:

Trabalho do dia 18 11

Check out this SlideShare Presentation:

Praias do distrito de leiria

Check out this SlideShare Presentation:

O meu desenho animado preferido snopy

Check out this SlideShare Presentation:

Desenhos animados

Check out this SlideShare Presentation:

Desenhos animados

Check out this SlideShare Presentation:

Lenda da cidade de Leiria

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

LENDA do VERÃO de S.MARTINHO



LENDA DE SÃO MARTINHO
O PORQUÊ do "VERÃO de S. MARTINHO"

O dia de S. Martinho comemora-se no dia 11 de Novembro.
Diz a lenda que quando um cavaleiro romano andava a fazer a ronda, viu um velho mendigo cheio de fome e frio, porque estava quase nu.
O dia estava chuvoso e frio, e o velhinho estava encharcado.
O cavaleiro, chamado Martinho, era bondoso e gostava de ajudar as pessoas mais pobres. Então, ao ver aquele mendigo, ficou cheio de pena e cortou a sua grossa capa ao meio, com a espada.
Depois deu a metade da capa ao mendigo e partiu.
Passado algum tempo a chuva parou e apareceu no céu um lindo Sol.


Nota: Embora com uns dias de atraso, aqui fica a razão pela qual festejamos o VERÃO de S.MARTINHO

terça-feira, 16 de novembro de 2010

PRESENTE DA VIDA

Se a vida lhe der um instante
Aproveite.
Se a vida lhe der uma flor
Sinta o perfume.
Se a vida lhe der uma amizade
Cultive-a.
Se a vida lhe der um amor
AME!


Imagem da Internet


domingo, 14 de novembro de 2010

Curiosidades...

A Cidade de Leiria foi a primeira localidade portuguesa a ter uma tipografia em 1466, poucos anos depois de Gutemberg ter inventado a prensa.

O feriado municipal de Leiria é comemorado a 22 de Maio.

Que tal acham este pãosinho!!

Negrito Pão: Em tempos antigos, a padeira ao amassar o pão desenhava três cruzes na massa e rezava, de forma a puruficar o pão.

Mas a minha máquina do pão é muito inteligente com as novas tecnologias, coloco tudo lá para dentro (os ingredientes, claro), carrego no botão e pronto.

Depois é só comer, com a manteiga por perto!!

Continuando...

« Não é bom passar por baixo de escadas, principalmente mulheres grávidas »

Superstições Portuguesas


« Espelho partido dá sete anos de má sorte, assim como se deve pôr uma
fechadura atrás das portas das casas, para não entrar o mau olhado»







« AS mulheres portuguesas não casavam nunca no mês de Agosto »



sábado, 13 de novembro de 2010

MENSAGEM

Olá Professora Carina

Quero pedir desculpa por não poder assistir á sua aula até ao fim.
Tenho que publicamente me justificar pois não quero que pense que me desinteressei pelo seu trabalho.
NÃO!
Adoro as suas aulas, só que este ano inscrevi-me numa cadeira curricular, Literatura Infantil, e o horário coincide com a nossa aula TIC.
Juro que no segundo semestre vou estar mais presente.
Quero da-lhe os parabéns pelo seu trabalho assim como a todos os colegas que estão a publicar no nosso blogue trabalhos lindíssimos.
Parabens a todos. Um abraço.
Maria José

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Dia de s.martinho

Check out this SlideShare Presentation:

Leiria2

Check out this SlideShare Presentation:

Leiria Sé que bonita que é

Check out this SlideShare Presentation:
Leiria Sé que bela que é.

Apresentação ppointmonumentos leiria20101111

Check out this SlideShare Presentation:

Leiria

IGREJAS DE lEIRIA

Imagens da região de leiria

Check out this SlideShare Presentation:

S. martinho

Em dia de S. Martinho vai à adega e espicha o vinho: Caros amigos não se esqueçam de comer umas castanhas assadas e beber um copito de aguapé

S. martinho

Em dia de S. Martinho vai á adega e espicha o vinho. Caros Colegas de estudo. Não se esqueçam de comer umas casranhas acompanhadas com um copito de aguapé.

Mosteiro de alcobaça

trabalho sobre o mosteiro de alcobaça

Leiria

Este é o meu trabalho da cidade de leiria

Estátuas vivas

Breve texto sobre o Castelo de Leiria_1135

Apresentação1

Check out this SlideShare Presentation:

áLbum de fotografias


Este é o meu trabalho da aula de 11 de Novembro, dia de S. Martinho de 2010

Album de fotografias

Fotografias de dança na expo salão Batalha

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

JOGOS TRADICIONAIS PORTUGUESES

O nosso País é muito rico em jogos tradicionais, isto mais no meu tempo de criança.
Agora as nossas crianças, brincam com outros brinquedos mais sofisticados e com as novas tecnologias. Eu adorava saltar à corda, cabra cega, berlindes,macaca,o pião e fazer rodas com as colegas, cantavam-se músicas....Eu fui ao jardim Celeste, giró-flé,flé,flá, etc....

E outras, tantas coisas, que nós crianças, tanto adorava-mos.

Imagem da Internet

LITERATURA POPULAR


A imaginação popular soube sempre expressar numa chacota, pouco cuidada na forma e de gramática charra, a sua originalidade e a sua fantasia grosseira:
«Tenho uma casa entre nuvens
Trancada com cinco trancas,
E tenho uma burra lá dentro
Que "zorra" como tu cantas».

Os números nas orações do povo.

-Santa Cecília tinha três filhas
Que lhe desse nobe boltas
Com três pregos encravados
Às três missas de Natal
Quem esta oração dicher três bezes ao dia
Sete anjos nela encontrei
Sete anjinhos a rezar
Sete candeias da S. S. Trindade
Como de areias tem o mar.


Texto e imagem da Internet

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

VOLTANDO AO NOSSO- ARTESANATO

ROSA RAMALHO ( 1888-1977)

Rosa Ramalho uma artesã portuguesa, natural da freguesia se Santa Maria de Galegos da Cidade de Barcelos.
Não podia deixar de falar nesta famosa mulher, pelos seus trabalhos de OLARIA.
Quem não conhece os seus famosos presépios, Cristos, os seus coretos com a bandinha de músicos!
"Viveu muito pobre e trabalhou até morrer", resume sua neta.
O seu trabalho é continuado actualmente por esta neta que se chama Júlia Ramalho.


Imagem da Internet



quinta-feira, 4 de novembro de 2010

FESTA DAS CAVACAS

Uma das maiores e mais concorridas festas da Cidade de Aveiro, que ocorre no Bairro da Beira-Mar.

O ponto alto da festa é o lançamento de toneladas de cavacas da Cúpula da Capela de São Gonçalinho.

A tradição está ligada ao pagamento de promessas por parte dos fiéis e romeiros do Santo a que é atribuido o poder de curar doenças e resolver problemas conjugais.

À noite estes festejos terminam com um grande arraia
l.

Texto e imagem da Internet

Mais uns provérbios...

-ROMA E PAVIA não se fizeram num dia.

-EM ROMA sê romano.

- ÁGUAS PASSADAS não movem moínhos.

-DE PEQUENINO se torce o pepino.

-CÃO QUE LADRA não morde.


Imagem da Internet

Outono em portugal

Check out this SlideShare Presentation:

Visita ao sabugal

Check out this SlideShare Presentation:

Textos diversos

Trabalho realizado por Jorge Santos

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O que vamos fazer hoje e nas próximas sessões?

Bom dia a todos!

Bem-dispostos? Gostaria de partilhar convosco os tópicos que iremos abordar hoje e nas próximas aulas!! Preparados?

  • Leitura das mensagens do blogue e visionamento dos tutoriais de apoio sobre as aulas (podem ver em casa, uma vez que necessitam de colunas)
  • Terminar a apresentação dos Provérbios em PowerPoint (para quem ainda não terminou)
  • Aprender a publicar trabalhos (documentos, apresentações) no SlideShare. Para isso vamos registar-nos e tentar fazer o upload (carregamento) de um documento, por ex: provérbios.
  • Aprender a trabalhar com a ferramenta MovieMaker, pois a maioria só trabalhou com o PhotoStory.

Como vêem as próximas aulas estão repletas de aprendizagens! Prontos para começar?Vamos a isso :)

Provérbios(2)

Trabalho realizado pela Maria da Cruz.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Artesanato Tradicional

Sobre o Artesanato tradicional, muito havia que desenvolver, mas deixo aqui um exemplo ; Barro Negro: Bisalhães, aldeia vizinha de Vila Real.
Depois de estar em brasa, a loiça é abafada com musgo e terra...
Fabricam sobretudo a caçoila para a chanfana, prato tradicional da região.

Imagem da Internet
recado para orkut

RecadosOnline